E-Saúde e desafios à proteção da privacidade no Brasil

O uso de tecnologias de informação e comunicação (TICs) em saúde para o oferecimento e entrega de serviços de saúde é hoje visto como estratégico em todo mundo, incluindo o Brasil. Grandes promessas (algumas antigas e custosas) alimentam a introdução de prontuários eletrônicos nas unidades de saúde e a criação de registro eletrônico de saúde dos usuários do Sistema Único de Saúde (SUS), assim como o uso de redes colaborativas para auxiliar a prestação de serviços, entre os quais o telediagnóstico, a teleconsultoria etc.

Organizações e redes globais opõem-se à vigilância na Internet

Os "Princípios Internacionais de Direitos Humanos sobre Vigilância das Comunicações" foram escritos colaborativamente por organizações de privacidade e ativistas do mundo inteiro, incluindo, mas não limitado a Access, Article 19, Asociación Civil por la Igualdad y la Justicia, Asociación por los Derechos Civiles, Association for Progressive Communications, Bits of Freedom, Center for Internet & Society India, Comisión Colombiana de Juristas, Electronic Frontier Foundation, European Digital Rights, Fundación Karisma, Open Net Korea, Open Rights Group, Privacy International, e the Sam

Campanha em Defesa do Marco Civil da Internet

O Instituto Nupef é uma das entidades civis que assinam um documento em defesa do Marco Civil da Internet, projeto de lei em tramitação no Congresso. O documento completo pode ser lido na Revista do Terceiro Setor (Rets) em http://www.rets.org.br/?q=node/2311 e também está reproduzido a seguir...

Páginas

Subscrever Instituto Nupef RSS