Pular para o conteúdo principal

Carlos Afonso, diretor do Nupef, entra para o Hall da Fama da Internet mundial

Corpo

Na foto podemos ver o Carlos A. Afonso de perfil. Ele usa óculos e veste uma camisa social clara.Diretor executivo do Nupef, Carlos A. Afonso, foi escolhido para integrar o Hall da Fama da Internet. O anúncio foi feito nesta terça-feira, dia 14 de dezembro, durante a cerimônia de premiação.

O Hall da Fama da Internet é uma premiação que foi criada pela Internet Society em 2012, durante a conferência internacional da organização, em Genebra. “A evolução da Internet é feita de muitas e muitas contribuições. Cada um dos honrados com o Hall da Fama da Internet fez uma importante contribuição para essa história. E a Internet Society quer ter certeza de que essas histórias serão preservadas”, afirmou o CEO da organização, Andrew Sullivan.

“Fico muito feliz e honrado, pois é um reconhecimento não só para mim, mas para todas as pessoas com quem trabalhei ao longo de muitos anos para levar Internet a comunidades onde ela mais fará diferença”, afirmou Carlos Afonso. Chamado histórica e carinhosamente de “CA”, o diretor do Nupef dedica e estende a honraria recebida “às lutas das organizações e movimentos sociais no Brasil e no mundo pelo reconhecimento da Internet como um direito humano e, portanto, um pilar da democracia”.

Ao lado de Carlos A. Afonso, também recebeu a homenagem este ano a professora brasileira Liane Tarouco, da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul).

O vídeo apresentado por Carlos Afonso na solenidade de premiação está aqui (o texto apresentado está em anexo em português):
https://nuvem.social/index.php/s/oHqf8N5KK5NHZW5

Desde 2012 e com a premiação deste ano, cinco pessoas do Brasil passam a estar no Hall da Fama:

  • 2014 - Demi Getschko
  • 2017 - Tadao Takahashi
  • 2019 - Michael Stanton
  • 2021 - Carlos A. Afonso
  • 2021 - Liane Tarouco

Os premiados do Brasil

Diretor executivo do Nupef, Carlos A. Afonso estudou engenharia naval na USP e é mestre em Economia pela York University (Canadá), onde cursou o doutorado em Pensamento Social e Político. Referência no campo da Internet e direitos humanos, atua na área de desenvolvimento humano desde o início dos anos 1970.

Co-fundador da APC, CA integrou o Grupo de Trabalho da ONU sobre Governança da Internet (WGIG). Foi conselheiro especial do Internet Governance Forum (IGF) e membro do Multistakeholder Advisory Group do IGF. Participou do Grupo de Peritos da UNCTAD em TIC e Alívio da Pobreza. É co-fundador do Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br) e do capítulo brasileiro da Internet Society, do qual foi presidente entre 2012 e 2017.

A brasileira agraciada, a professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Liane Tarouco, é graduada em Física pela própria UFRGS, além de doutora em Engenharia Elétrica de Sistemas Digitais pela Universidade de São Paulo (USP). É autora de cinco livros, entre eles “Redes de Comunicação de Dados” e “Redes de Computadores Locais e de Longas Distâncias”. Publicou mais de 290 artigos científicos e participou de outros 40 livros como colaboradora, entre eles “Objetos de Aprendizagem: Teoria e Prática”. Na UFRGS, é professora titular nas áreas de Computação e Informática na Educação.

REDES SOCIAIS

 

O conteúdo original deste site está sob uma licença Creative Commons Attribution-ShareAlike 4.0 International (CC BY-SA 4.0). Os conteúdos de terceiros, atribuídos a outras fontes, seguem as licenças dos sites originais, informados nas publicações específicas.