Carlos Afonso e Saliel Figueira Filho recebem diploma de "construtor da Internet.br"

O diretor-executivo do Instituto Nupef, Carlos Alberto Afonso, e o especialista em redes Saliel Figueira Filho, receberam no dia 17 de outubro o diploma de “construtor da Internet.br”, concedido pela Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP) a dezenas de personalidades que contribuíram de maneira decisiva para o desenvolvimento da Internet no Brasil.

Neutralidade da rede é violada em países latino-americanos

Em pelo menos quatro países latino-americanos – Brasil, Chile, Colômbia e México – a neutralidade da rede tem sido sistematicamente violada. A principal forma de violação são os planos de tarifa-zero. É isso que mostra o relatório “Neutralidade de rede na América Latina: regulamentação, aplicação da lei e perspectivas - os casos do Chile, Colômbia, Brasil e México”, realizado por organizações desses países, que se dedicaram a mapear os avanços e desafios da implementação da neutralidade de rede nesses países.

Penalva recebe link de internet na segunda fase do projeto de redes comunitárias

Penalva recebe link de internet na segunda fase do projeto de redes comunitárias

Como já relatamos aqui, o Instituto Nupef instalou uma rede de comunicação comunitária no Bairro Novo, no município de Penalva, na baixada maranhense, uma região muito pobre e caracterizada por conflitos e violência de latifundiários contra membros das comunidades quilombolas.

Antônia: nota de falecimento

Antônia Maria do Amaral, ou simplesmente Antônia, para as amigas e amigos do Ibase, década de 70. Gerente técnica de uma concessionária de automóveis, inspirava confiança – algo sempre raro em concessionárias de automóveis. Dessa confiança nasceu e ficou uma amizade, apesar das diásporas que dificultavam o contato. Seu filho Douglas é agora colaborador técnico do Nupef. Antônia acaba de falecer, trabalhando até o final da vida. Douglas escreveu esta singela nota que publicamos agora.

Betinho, a Internet e a Ação da Cidadania: os percalços de hoje

Apesar de já saber de suas ideias e ideais, e de trabalharmos em departamentos distintos na mesma agência de planejamento do governo Allende, conheci Betinho pessoalmente no Panamá, em novembro de 1973, quando finalmente conseguimos escapar da ferocidade pinochetista através da embaixada desse país em Santiago do Chile. E terminamos chegando juntos ao Canadá, em fevereiro de 1974, com a ajuda da igreja canadense e dos movimentos de direitos humanos.

Páginas

Subscrever Instituto Nupef RSS